Saberes, políticas e éticas da terra e do ambiente entre camponeses, quilombolas e povos tradicionais: uma introdução

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36920/esa-v30-1_st01

Palavras-chave:

política, ética, comuns

Resumo

Neste artigo introdutório à seção temática, apontamos a diversidade de formas pelas quais distintos povos camponeses, quilombolas e tradicionais regulam e negociam o uso e o acesso à terra e aos chamados “recursos naturais”. Exploramos como os saberes, as lógicas, as políticas e as éticas da partilha de terras, matas, águas e seres, que podem ou não ser concebidos como de “uso comum”, estão entrelaçados, com maior ou menor felicidade e continuidade, com o próprio fazer-se de tais comunidades. Dentre os “bens comuns”, as “artes” e os “saberes” de tais povos estão aqueles, sutis, inventivos e cotidianos, de produção da relacionalidade. Considerando-se as situações de disputa e expropriação, bem como as políticas governamentais de desenvolvimento econômico ou de conservação ambiental, refletimos também sobre as respostas e estratégias de tais povos para combater o avanço de práticas predatórias sobre os seus lugares e modos de vida.

elocation-id: e2230109
Recebido: 15.04.2022   •   Aceito: 06.05.2022   •   Publicado: 20.05.2022
Artigo original  /  Acesso aberto

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Luan Teixeira, Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) – Sobral, Ceará, Brasil

Professor da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e Pesquisador de Pós-doutorado no Programa de Pós-graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGAS/MN/UFRJ).
https://orcid.org/0000-0001-7729-3823
http://lattes.cnpq.br/1651592159874106
jorge.luant@gmail.com

John Comerford, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Professor do Programa de Pós-graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGAS/MN/UFRRJ). Membro da Coordenação do Núcleo de Antropologia da Política (NuAP).
https://orcid.org/0000-0003-2885-2160
http://lattes.cnpq.br/1017364447541425
jcomerford@uol.com.br

Daniela Carolina Perutti, Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo, São Paulo, Brasil

Doutora em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP). Pós-doutoranda em Políticas Públicas pelo Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA-USP).
https://orcid.org/0000-0002-9449-1087
http://lattes.cnpq.br/2105756422701435
danielaperutti@gmail.com

Downloads

Publicado

24-05-2022