Processo de avaliação

Processo de Avaliação Cega pelos Pares

O processo de avaliação na revista Estudos Sociedade e Agricultura é realizado em duas etapas.

Na primeira etapa (desk review), as propostas submetidas passam por uma avaliação preliminar no que diz respeito à adequação ao perfil e à linha editorial da revista, ao cumprimento das normas e diretrizes e em relação a plágio. Caso não seja aprovado nesta fase, o artigo é recusado e devolvido ao autor com as informações do motivo. Caso seja aprovado, passa-se ao próximo passo.

Na segunda etapa (double-blind review), os artigos são submetidos a uma avaliação cega por pares (nem os revisores nem os autores serão reconhecidos entre si), feita por pareceristas ad hoc, sempre doutores e selecionados segundo sua especialidade acadêmica, por meio de um formulário de avaliação, no que diz respeito ao conteúdo e à qualidade das contribuições (clareza da redação, qualidade dos argumentos e validade dos dados apresentados, oportunidade e relevância, atualidade e adequação das referências contidas, clareza na descrição metodológica da pesquisa etc.). Os pareceristas podem:

(1) recomendar a publicação (aceito sem modificações);
(2) recomendar a publicação desde que sejam feitas revisões requeridas (reavaliado, desde que realize modificações sugeridas pelo parecerista);
(3) não recomendar a publicação (recusado).

Em caso de controvérsia na arbitragem (uma aprovação e uma recusa, por exemplo), cabe à Comissão Editorial a decisão final, podendo solicitar uma avaliação adicional de um terceiro parecerista. Após os pareceres dos avaliadores, os editores tomarão uma decisão editorial sobre o texto e enviarão uma mensagem de email de notificação ao(s) autor(es).

A primeira etapa é realizada em cerca de 30 dias.
A segunda etapa costuma ser finalizada entre 30 e 120 dias.

Artigos com parecer de revisões requeridas deverão ser revisados e reenviados pelo(s) autor(es) em até 30 dias, contados a partir da data de envio das solicitações pelo sistema da revista. As modificações deverão ser realizadas pelo(s) autor(es), que receberá(ão) o parecer com as referidas recomendações, devolvendo o trabalho reformulado no prazo estipulado e com as alterações realizadas marcadas em cor distinta para conferência. O artigo será reencaminhado aos Editores e/ou revisores ad hoc, após a adequação pelo(s) autor(es), para nova análise, podendo vir a ser aceito ou recusado. Extinto o prazo de 30 dias, já mencionado para a devolução do artigo revisado, os artigos serão retirados da pauta da Comissão Editorial.

A Comissão Editorial da revista Estudos Sociedade e Agricultura se reserva o direito de sugerir ao autor novas modificações de forma ou de caráter pontual quanto ao conteúdo ou à forma, a fim de adequar o artigo ao padrão editorial ou gráfico da revista.


Diretrizes para pareceristas
Aos pareceristas cabe o papel de interferir diretamente na qualidade de cada artigo submetido; o dever da leitura atenta e da máxima exigência quanto aos diferentes aspectos de cada um deles, sem abdicar do sigilo e do respeito ético devido aos autores.
Desde a atenção quanto à representatividade do título, à eficácia do resumo em transmitir a essência do artigo, à correção crítica do abstract, à adequação e coerência da metodologia em relação aos objetivos do artigo, à apropriada análise dos resultados, à consequente conclusão do trabalho, até o cuidado com a coerência do texto.
Cabe ainda aos pareceristas estarem atentos à qualidade da redação, à objetividade e clareza do artigo, ao uso correto de termos, à representatividade e adequação de gráficos, tabelas, fotos e demais figuras, e à pertinência e atualização das referências.

Pareceristas não têm direito de usar qualquer parte do artigo que estão revisando.
Os revisores também devem manter total confidencialidade das tarefas que estão realizando.


Quer ser parecerista da revista Estudos Sociedade e Agricultura?
Interessados(as) em integrar o quadro de pareceristas da revista Estudos Sociedade e Agricultura devem ter doutorado concluído, preferencialmente na área das Ciências Sociais, e enviar e-mail para estudoscpda@gmail.com com as seguintes informações:
- Assunto do e-mail: Parecerista ESA
- Corpo do e-mail: Nome completo, filiação institucional, link para currículo (Lattes para brasileiros ou equivalente para estrangeiros), ORCID (não possui cadastro? Cadastre-se aqui), breve histórico da biografia e palavras-chave (temas de seu estudo, interesse e pesquisa).


Assegurando a Avaliação Cega pelos Pares

Para assegurar a integridade da avaliação por pares cega, para submissões à revista, deve-se tomar todos os cuidados possíveis para não revelar a identidade de autores e avaliadores entre os mesmos durante o processo. Isto exige que autores, editores e avaliadores (passíveis de enviar documentos para o sistema, como parte do processo de avaliação) tomem algumas precauções com o texto e as propriedades do documento:

- Os autores do documento excluíram do texto nomes, substituindo com "Autor" e o ano em referências e notas de rodapé, em vez de nomes de autores, título do artigo etc.

- Em documentos do Microsoft Office, a identificação do autor deve ser removida das propriedades do documento (no menu Arquivo > Propriedades), iniciando em Arquivo, no menu principal, e clicando na sequência: Aqruivo > Salvar como... > Ferramentas (ou Opções no Mac) > Opções de segurança... > Remover informações pessoais do arquivo ao salvar > OK > Salvar.

- Em PDFs, os nomes dos autores também devem ser removidos das Propriedades do Documento, em Arquivo no menu principal do Adobe Acrobat.


Verificação de plágio
Antes de serem encaminhados para avaliação pelos pares, os trabalhos submetidos à revista Estudos Sociedade e Agricultura passam por software de detecção de plágio, como o Plagium e similares. Caso algo seja identificado pela ferramenta, é possível que a revista questione os autores para garantir seu objetivo de publicar somente trabalhos originais. Não será admitido plágio, ainda que parcial. Afirmamos que o plágio se configura como comportamento editorial inaceitável e, caso seja comprovada sua existência, ficará vedado aos autores submeter trabalhos à revista novamente.

Quanto ao autoplágio, a revista admite repetições de até 30% de conteúdo teórico de outros trabalhos de mesma autoria (não será admitida repetição de objetivos, resultados e conclusões, ainda que respeite o limite percentual). Dissertações e teses do mesmo autor, devidamente adaptadas ao gênero artigo, serão admitidos mas somente em caso de submissão com autor único.



Relatório das edições passadas

Volume 28, n. 2 (junho a setembro de 2020)
Nº de artigos recebidos: 66 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 10 (15,15%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 56 (84,85%)
Taxa de endogenia – artigos: 20%
Taxa de endogenia – autores: 16,67%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 132 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 159 dias
Tempo médio para rejeição: 29 dias
Artigos publicados em outro idioma: 0

Volume 28, n. 1 (fevereiro a maio de 2020)
Nº de artigos recebidos: 70 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 11 (15,71%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 59 (84,29%)
Taxa de endogenia – artigos: 18,18%
Taxa de endogenia – autores: 9,52%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 64 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 99 dias
Artigos publicados em outro idioma: 1 (em espanhol)

Ano de 2019 (3 números publicados: 27.1, 27.2 e 27.3 – janeiro a dezembro de 2019)

Nº de artigos recebidos: 164 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 31 (18,9%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 133 (81,1%)
Taxa de endogenia: 16,4%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 90 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 125 dias
Artigos publicados em outro idioma: 3 (1 em espanhol, 2 em inglês)

Volume 27, n. 3 (outubro de 2019 a janeiro de 2020)
Nº de artigos recebidos: 62 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 9 (14,52%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 53 (85,48%)
Taxa de endogenia: 22,22%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 100 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 133 dias
Artigos publicados em outro idioma: 1 (em inglês)

Volume 27, n. 2 (junho a setembro de 2019)
Nº de artigos recebidos: 53 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 11 (20,75%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 42 (79,25%)
Taxa de endogenia: 18,18%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 68 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 90 dias
Artigos publicados em outro idioma: 0

Volume 27, n. 1 (fevereiro a maio de 2019)
Nº de artigos recebidos: 49 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 11 (22,44%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 38 (77,56%)
Taxa de endogenia: 9%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 101 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 152 dias
Artigos publicados em outro idioma: 2 (1 em espanhol, 1 em inglês)

Ano de 2018 (3 números publicados: 26.1, 26.2 e 26.3 – janeiro a dezembro de 2018)
Nº de artigos recebidos: 133 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 31 (23,30%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 102 (76,70%)
Taxa de endogenia: 19,35%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 80 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 105 dias
Artigos publicados em outro idioma: 2 (em espanhol)

Volume 26, n. 3 (outubro de 2018 a janeiro de 2019)
Nº de artigos recebidos: 47 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 10 (21,28%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 37 (78,72%)
Taxa de endogenia: 10%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 111 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 135 dias
Artigos publicados em outro idioma: 1 (em espanhol)

Volume 26, n. 2 (junho a setembro de 2018)
Nº de artigos recebidos: 45 artigos
Artigos publicados (taxa de aceitação): 11 (23,40%)
Artigos recusados (taxa de recusa): 34 (75,60%)
Taxa de endogenia: 18,18%
Tempo médio para aceite dos artigos publicados: 74 dias
Tempo médio para publicação dos artigos: 98 dias
Artigos publicados em outro idioma: 1 (em espanhol)