Ruralidade quilombola e a constituição das condições de habitabilidade nas paisagens multiespécies do extremo norte do Espírito Santo, Brasil

Autores

  • Gustavo Rovetta Pereira Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil https://orcid.org/0000-0002-5019-9455

DOI:

https://doi.org/10.36920/esa31-2_04

Palavras-chave:

habitabilidade, paisagens multiespécies, comunidades quilombolas

Resumo

O artigo aborda as formas por meio das quais os quilombolas do Sapê do Norte, no extremo norte do Espírito Santo, Brasil, constituíram as paisagens multiespécies da região, mediante uma ruralidade característica, baseada numa habitação coletiva das terras entre membros das comunidades, da caça, coleta, pesca e de uma forma característica de agricultura. Tais formas de constituição das paisagens do Sapê do Norte mantinham a permanência e a reprodução das famílias quilombolas, bem como proporcionavam a manutenção das condições de habitabilidade de outras espécies, como a permanência das florestas, dos solos e o da reprodução do ciclo das águas, tal qual, deram origem a novas variedades de plantas e animais.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

Downloads

Publicado

24-08-2023

Artigos Semelhantes

1-10 de 104

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.