Desenvolvimento, materialidades e o ator social: orientações metodológicas para aproximações territoriais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36920/esa-v29n1-5

Palavras-chave:

território, agência, interfaces, ensamblagens, criaturização, ontologia, epistemologia relacional

Resumo

Este trabalho propõe traçados metodológicos que contribuem para reposicionar de forma analítico-prática estudos etnográficos do desenvolvimento para além do exclusivo domínio humano. Partindo de bases conceituais e metodológicas de uma perspectiva orientada ao ator, estamos propondo uma abordagem sociomaterial. A proposta sugere uma ontologia experimental do ator social que interconecta relações sociais às propriedades dos materiais dos territórios. Considerando o lugar do material na agência humana, destacamos interfaces de conhecimentos, afetos, práticas e valores que conduzem a uma epistemologia relacional, na qual a ‘criaturização’ e as ensamblagens são implicações práticas que levam a visibilizar processos de territorialização. Por meio da atualização de uma série de trabalhos, realizados desde os anos 1980, em diferentes países da América Latina, ilustramos territórios heterogêneos, nos quais o processo do desenvolvimento desencadeia uma miríade de composições sociomateriais singulares, identificadas com processos de contradesenvolvimento.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

Downloads

Publicado

01-02-2021

Artigos Semelhantes

1-10 de 91

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.