As práticas alimentares “tradicionais” no contexto dos povos indígenas de Minas Gerais

Autores

  • Rodica Weitzman

Resumo

Este artigo analisa as mudanças que atingem os modos de se alimentar nas aldeias indígenas de Minas Gerais. Esses povos sofrem um processo de ressignificação dos hábitos alimentares frente aos fluxos modernos, a partir da introdução de alimentos industrializados advindos do mercado externo, na sua dieta. Além disso, verifica-se uma aceleração do processo de degradação ambiental nos seus territórios. Entende-se que estas alterações têm provocado um esforço voltado para a preservação de traços definidores da herança alimentar e, ao mesmo tempo, têm implicado a construção de uma nova relação com o que constituem tais hábitos alimentares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodica Weitzman

Graduada em Ciências Sociais pelo Oberlin College de Ohio, EUA. Pós-graduada em Esquizoanálise e Análise Institucional – Clínica de Grupos, organizações e Redes Sociais (Instituto Félix Guattari – Fundação Gregório Baremblitt em Belo Horizonte). Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional/UFRJ. E-mail: roassessorias@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

11-12-2013