Processo de reprodução social da agricultura familiar em Praia Grande (SC): dinâmicas demográficas e ocupacionais

Autores

  • Tiago Moraes Silva
  • Carlos Guilherme Adalberto Mielitz Netto
  • Leonardo Xavier da Silva

Resumo

Este artigo trata da reprodução social dos agricultores familiares do município de Praia Grande, região do Extremo-Sul Catarinense diante do avanço da mercantilização da agricultura familiar. Discute-se o processo de mercantilização com enfoque nas mudanças na base técnico-produtiva e externalização do processo de produção na agricultura, a partir de meados da década de 1980. Gera-se, um “novo rural” e dentre as características estão: queda de renda e emprego agrícola, especialização produtiva e crescimento da pluriatividade. Surgem novos fenômenos demográficos; masculinização, envelhecimento e êxodo “seletivo”. E um conjunto de estratégias dos agricultores; inserção em novos mercados, como a produção agroecológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago Moraes Silva

Economista, mestre em Desenvolvimento Rural (PGDR) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). E-mail: tiagotms@brturbo.com.br.

Downloads

Publicado

11-12-2013