Mulheres na dendeicultura paraense: possibilidade de autonomia

Women in oil palm cultivation in Pará: possibility of autonomy

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36920/esa-v28n3-10

Resumo

A relação entre iniciativa econômica e conquista de autonomia pelas mulheres é consensual na literatura. Considerando essa constatação, o objetivo do artigo é analisar a relação entre iniciativa econômica e conquista de autonomia por mulheres titulares de contratos de integração para a produção de dendê no Nordeste Paraense, maior região produtora de dendê do Brasil. A pesquisa foi realizada como um estudo de caso com 30 mulheres (100% das mulheres titulares de contratos no município de São Domingos do Capim/PA) e por meio de observações e entrevistas. As principais conclusões mostram que: I) a participação de mulheres em iniciativas econômicas, por si só, não garantiu a autonomia, mas a incentiva; II) a autonomia tem relação direta entre a decisão própria para assinar o contrato e a gestão em diferentes etapas de produção no cultivo do dendê; III) a construção da autonomia ampara-se na obtenção de recursos financeiros, independência para tomar decisões, participação nas esferas públicas, acesso a diferentes informações, diálogo com técnicos da empresa dendeicultora e com representantes de instituições públicas; e IV) ter um contrato de produção representa para as mulheres uma estratégia de conquista de autonomia, embora essa autonomia nem sempre seja exercida da mesma forma.
Palavras-chave: agricultoras; integração; Nordeste Paraense.


Como citar
NASCIMENTO, Diocélia; MOTA, Dalva Maria da. Mulheres na dendeicultura paraense: possibilidade de autonomia. Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, v. 28, n. 3, p. 721-743, out. 2020. DOI: https://doi.org/10.36920/esa-v28n3-10.

Recebido em 11 de junho de 2020.  Aceito em 28 de agosto de 2020.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diocélia Nascimento, Universidade Federal do Pará (UFPA) – Belém, Pará, Brasil

Doutoranda em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável pela Universidade Federal do Pará (UFPA).
diocelianascimento@yahoo.com.br
https://orcid.org/0000-0003-3243-3188
http://lattes.cnpq.br/5516455090520890

Dalva Mota, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária da Amazônia Oriental (Embrapa Amazônia Oriental) – Belém, Pará, Brasil

Pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária da Amazônia Oriental (Embrapa Amazônia Oriental). Professora permanente do Programa de Pós-graduação em Agriculturas Familiares da Universidade Federal do Pará (UFPA). Pós-doutorado na University of London, Inglaterra. Doutorado em Sociologia  pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). 
dalva.mota@embrapa.br
https://orcid.org/0000-0003-0027-5162
http://lattes.cnpq.br/4129724001987611

Downloads

Publicado

2020-10-01