Antigos e novos hábitos na alimentação de famílias agrícolas de Chapecó e região

Old and new eating habits of agricultural families from Chapecó and surrounding areas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36920/esa-v28n1-3

Resumo

O texto apresenta os resultados de pesquisa de campo sobre práticas alimentares de famílias agrícolas selecionadas na região de Chapecó (SC), ressaltando a combinação entre a preservação de antigos e introdução de novos hábitos alimentares e seus principais determinantes, num contexto de estreita relação urbano-rural. Analisa também o grau de diversidade das dietas alimentares e as fontes dos alimentos consumidos com base em extensa coleta de informações, e a percepção das famílias entrevistadas sobre sua segurança alimentar e nutricional. Entre os “achados” da pesquisa destacam-se significativas modificações nos hábitos alimentares das famílias agrícolas entrevistadas, elevado grau de diversidade das dietas, importância das relações urbano-rural, em especial, dos elos intra-familiares em relação com o fenômeno da multilocalização familiar. 
Palavras-chave: práticas alimentares; hábitos alimentares; famílias agrícolas; segurança alimentar e nutricional.

MALUF, Renato Sérgio; ZIMMERMANN, Silvia Aparecida. Antigos e novos hábitos na alimentação de famílias agrícolas de Chapecó e região. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 28, n. 1, p. 48-77, fev. 2020.

Recebido em 20 de novembro de 2019.
Aceito em 16 de dezembro de 2019.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Sérgio Maluf, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Doutorado em Economia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Pós-doutorado pela Oxford University (Reino Unido) e na École des Hautes Études en Sciences Sociales (França). Professor titular do Departamento de Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (DDAS) e membro permanente do Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), onde coordena o Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional (CERESAN) e integra o Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura (OPPA).
E-mail: rsmaluf@gmail.com
https://orcid.org/0000-0002-6565-7148
http://lattes.cnpq.br/2361433814816659

Silvia Aparecida Zimmermann, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) – Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil

Doutorado em Sociologia pelo Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ) com estágio doutoral na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), Paris. Pós-doutorado pelo Observatório de Políticas Públicas para Agricultura (OPPA) e pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT/PPED/UFRJ). Professora adjunta da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), coordenadora do Observatório das Agriculturas Familiares Latino Americanas (AFLA). Pesquisadora do OPPA/CPDA/UFRRJ, do INCT/PPED/UFRJ e do  Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional (CERESAN).
E-mail: silvia.zimmermann@unila.edu.br
https://orcid.org/0000-0003-2318-2743
http://lattes.cnpq.br/2430257571633286

Downloads

Publicado

2020-02-01