Veredas do pertencimento ao Povo do Gerais: roça, religião e mobilização étnica em movimento

Pathways of belonging to the People of Gerais: crop production, religion and ethnic mobilization in motion

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36920/esa-v27n1-8

Resumo

O artigo busca refletir sobre como o sentimento de pertencimento a Gerais Velho, uma comunidade negra rural no sertão mineiro, conecta terra, trabalho, religião e negritude, por meio das itinerâncias dos seus membros. Partindo de uma perspectiva etnográfica, o movimento das pessoas que fazem parte da comunidade é usado para deslocar a própria ideia de pertencimento dos quadros analíticos da fixação, tão comum entre as abordagens identitárias. Desta forma, se desenham os caminhos pelos quais a autonomia e a liberdade ganham sentido na vida experimentada como mobilidade pelo Povo do Gerais.
Palavras-chave: pertencimento; roça; religião; negritude; mobilidade.

BENITES, Luiz Felipe Rocha. Veredas do pertencimento ao Povo do Gerais: roça, religião e mobilização étnica em movimento. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 27, n. 1, p. 167-184, fev. 2019.

Recebido em outubro de 2017.
Aceito em janeiro de 2018.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Felipe Rocha Benites, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Brasil

Doutorado em Antropologia Social pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (MN/UFRJ), professor adjunto IV de Antropologia no Instituto Multidisciplinar da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (IM/UFRRJ) e membro do grupo de pesquisa Núcleo de Estudos Rurais (NuERs) da Universidade Federal Fluminense (UFF). 
E-mail: felipebenites74@gmail.com
http://lattes.cnpq.br/0877368955820970

 

Downloads

Publicado

2019-02-01