Fissuras no processo de elaboração e implementação de políticas públicas: ensaio sobre a experiência com populações rurais

  • Maria Rocha Kalil Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O objetivo deste artigo se concentra em apresentar e discutir alguns ruídos identificados no diálogo existente entre o Estado – através do processo de elaboração e implementação de políticas públicas – e os usuários aos quais se destinam tais políticas. Tomando como ponto de partida a perspectiva de lideranças e moradores de duas comunidades quilombolas localizadas no município de Seabra – BA e de entrevistas com agentes públicos e agentes interlocutores locais, são apresentados e debatidos os problemas e impasses enfrentados pelos atores envolvidos durante o processo de implementação de políticas públicas. Busca-se, então, analisar o papel dos agentes públicos e dos agentes interlocutores na relação que se estabelece entre o Estado e essas populações rurais e os diversos impasses envolvidos.

Biografia do Autor

Maria Rocha Kalil, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), especialista em Política e Planejamento Urbano e mestre em Planejamento Urbano e Regional pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ). E-mail:mariakalil@hotmail.com.

Publicado
2018-04-28