A relevância dos serviços de Ater na execução do Pronaf no município de Unaí – MG

  • Stela Mares Santos Universidade de Brasília
  • Mauro Eduardo DelGrossi Universidade de Brasília

Resumo

Este estudo objetivou avaliar o processo de tomada do crédito, sua operacionalização e a percepção sobre os resultados do crédito do Pronaf no município de Unaí – MG, considerando as dificuldades levantadas na literatura acerca da execução do Pronaf, integrando abordagens quantitativa e qualitativa. Os dados foram coletados por meio de questionário aplicado a agricultores familiares e de entrevistas dirigidas aos representantes das empresas de Ater e do Banco do Brasil. Entre os principais resultados, constatou-se que do ponto de vista dos agricultores persistem dificuldades na apresentação da documentação necessária; eles percebem o processo como burocrático e relatam atrasos prejudiciais na liberação dos recursos; os agentes de Ater procuram elaborar projetos exequíveis financeiramente e que atendam, simultaneamente, às necessidades dos agricultores familiares e às exigências do agente financeiro, mas foi verificada insuficiência dos serviços de Ater na fase de execução dos projetos; existem deficiências na comunicação entre o agente financeiro oficial e os agricultores familiares, ficando mais a cargo das Ater divulgar o Programa e as condições do crédito, as quais foram consideradas satisfatórias, porém sugere-se a revisão nas faixas de valores praticadas. Por fim, constatou-se que existe um consenso local de que o Pronaf gera resultados financeiros positivos para os beneficiários que conseguem acessar os recursos, e contribui para a melhoria da qualidade de vida das famílias no campo.

Biografia do Autor

Stela Mares Santos, Universidade de Brasília

Mestre em Agronegócios pela Universidade de Brasilia (UnB) e especialização em Gestão do Agronegócio pela Faculdade de Ciências e Tecnologia de Unaí (FACTU). E-mail: stelamaressantos.25@gmail.com.

Mauro Eduardo DelGrossi, Universidade de Brasília

Professor associado da Universidade de Brasília (UnB), integrante dos Programas de Pós-Graduação em Agronegócios (Propaga) e de Gestão Pública (PPGP). E-mail: delgrossi@hotmail.com.

Publicado
2018-04-28